Futebol feminino

19 janeiro 2022, 16h40

Ana Vitória e a equipa celebram o golo da vitória frente ao SC Braga

RESUMO DO JOGO

A equipa feminina de futebol do Benfica recebeu e venceu o SC Braga, nesta quarta-feira, 19 de janeiro, no Benfica Campus, em jogo de acerto de calendário referente à 2.ª jornada da fase de apuramento de campeão da Liga BPI, prova que as águias lideram.  

A pressão do meio-campo do Benfica sobre a formação do Braga foi clara e intensa desde o primeiro minuto do encontro. Com mais bola, as jogadoras encarnadas instalaram-se no terreno do oponente e procuraram a baliza à guarda de Patrícia Morais, primeiro por Ana Vitória, aos 8', com um remate de pé esquerdo, fraco, ao lado, e aos 11' por Beatriz Cameirão, com um disparo forte à figura da guardiã contrária.

Cloé Lacasse

Apostando na velocidade, sobretudo nos movimentos de procura de profundidade de Cloé Lacasse, o Benfica teve várias oportunidades de golo nos minutos que se seguiram. A internacional canadiana atirou à figura aos 25' e, no minuto seguinte, Andreia Faria viu a defesa-central arsenalista Anouk Dekker tirar uma bola de golo praticamente em cima da linha de baliza, num lance que começou com um passe de 40 metros de Carole Costa (no dia em que completou 50 jogos com a camisola do Benfica) para Lúcia Alves desequilibrar o bloco contrário no lado esquerdo.

A defesa-central neerlandesa do Braga voltou a colocar-se entre a bola e a sua baliza no remate de Francisca Nazareth aos 30'. No minuto seguinte, foi Ana Vitória, no coração da grande área, a rematar ao lado, perdendo mais uma excelente oportunidade de golo.

Letícia

O domínio total do Benfica esteve perto de ser atraiçoado aos 38', quando a juíza Sílvia Domingues assinalou grande penalidade por falta de Pauleta sobre Andreia Norton. É certo que a falta e a própria localização da infração não são claras, porém o lance acabou por levar à primeira defesa de Letícia Silva no encontro. Perante Vitória Almeida, a internacional brasileira atirou-se para o seu lado esquerdo e encaixou a bola batida pela compatriota.

O Benfica ainda fez uma derradeira tentativa para chegar à vantagem ao intervalo por Cloé Lacasse, aos 42', mas Patrícia Morais, atenta, junto ao relvado, negou os intentos da benfiquista.

RESUMO DA 1.ª PARTE

Na segunda parte, o Benfica continuou por cima no jogo, ainda que a formação bracarense tenha feito alguns ajustamentos táticos de modo a estancar o ataque contrário. Ainda assim, as encarnadas levaram perigo para as redes de Patrícia Morais. Aos 53', por pouco que Andreia Faria não emendou a bola cruzada por Ana Vitória para o fundo das redes arsenalistas.

Ana Vitória

Aos 74' surgiu o lance que decidiu o encontro. Uma jogada de insistência do ataque do Benfica, a bola sobrou para Ana Vitória, descaída sobre a direita, acabando por ser carregada em falta por Myra Delgadillo. A própria internacional brasileira, aos 76', bateu Patrícia Morais, estabelecendo o 1-0

Daí em diante o Benfica procurou controlar as operações e durante alguns minutos manteve a baliza contrária na mira. Exemplo disso mesmo foi o remate de Cloé Lacasse, aos 83', para defesa apertada de Patrícia Morais. Nos últimos minutos do desafio, nomeadamente no período de descontos, as visitantes acercaram-se das redes de Letícia Silva, mas a segurança defensiva das encarnadas falou mais alto.

Carole Costa

Com o triunfo frente ao Braga, o Benfica isolou-se na frente da fase de apuramento de campeão da Liga BPI com 9 pontos, fruto de três vitórias em outros tantos jogos. A equipa feminina de futebol do Benfica volta a jogar domingo, dia 23 de janeiro, às 13h00, frente ao Torreense, em jogo a contar para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal

DECLARAÇÕES

André Vale (elemento da equipa técnica do Benfica): "Foi um jogo muito complicado, frente a um candidato ao título. Trabalhámos muito e preparámos o jogo ao pormenor. Tivemos mais oportunidades para marcar, não fizemos golo logo no início. Conseguimos ter várias situações e emocionalmente acumulou-se mais pressão por não conseguirmos marcar. No final da primeira parte caímos um pouco e o Braga acabou por equilibrar. Não ocupámos os espaços da melhor maneira. Fez a diferença o penálti que a Letícia defendeu. Conseguimos marcar na segunda parte, em que também criámos oportunidades. São estes jogos que fazem diferença no final. É isto que traz pessoas aos estádios, faz uma Liga BPI boa. A liderança vale muito pouco agora, há três ou quatro equipas muito equilibradas, por isso temos de entrar em todos os jogos para vencer."

Ana Vitória (autora do golo da vitória): "Sabíamos que seria um jogo difícil, pois o Braga tem uma grande equipa e que o jogo seria decidido em lances-chave. Mérito da nossa guarda-redes que defendeu uma grande penalidade. Trabalhámos e conquistámos os três pontos. Mas temos muito caminho pela frente. Queremos seguir na liderança até ao final. Acreditamos no título, trabalhamos para isso, somos o Benfica, temos de estar à altura do Clube e sabemos da nossa responsabilidade."

Equipa do Benfica

Benfica - SC Braga
1-0
Benfica Campus (Campo n.º 1)
Onze do Benfica
Letícia Silva, Catarina Amado, Sílvia Rebelo, Carole Costa, Lúcia Alves, Pauleta, Andreia Faria (Valéria Cantuário, 81'), Beatriz Cameirão, Ana Vitória, Francisca Nazareth (Christy Ucheibe, 90') e Cloé Lacasse
Suplentes
Carolina Vilão, Ana Seiça Marta Cintra, Maria Negrão, Christy Ucheibe (90'), Valéria Cantuário (81') e Cassandra Korhonen  
Ao intervalo 0-0
Golos do Benfica
Ana Vitória (76' gp) 

 

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: Victoria Ribeiro / SL Benfica
Última atualização: 19 de janeiro de 2022

Patrocinadores Futebol Feminino


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar