Futebol

13 maio 2022, 22h54

Nélson Veríssimo

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

O Benfica terminou a caminhada na Liga Bwin 2021/22, na noite desta sexta-feira, 13 de maio, com uma vitória por 0-2 diante do Paços de Ferreira. Na análise da partida da 34.ª jornada, Nélson Veríssimo parabenizou a equipa, "os mais novos e os que estão há mais tempo", pela resposta dada.

Na deslocação das águias ao Estádio Capital do Móvel o treinador virou as apostas para uma mescla de jogadores da formação, dando-lhes a oportunidade de "mostrar o que é a sua qualidade", e jogadores mais experientes, que "tiveram um papel importante" na exibição e vitória do Benfica, com golos de Henrique Araújo (estreia a titular). Nélson Veríssimo explicou as escolhas para a partida, pôs a época em perspetiva, falou do futuro e dirigiu-se aos adeptos, agradecendo o sempre incansável apoio.

P. Ferreira-Benfica

SANGUE NOVO FECHA A ÉPOCA COM VITÓRIA

"Vínhamos com objetivo de terminar a Liga com uma vitória. Depois do resultado da jornada anterior era importante que fizéssemos um bom jogo e terminássemos com uma vitória. O Paços tem uma boa equipa, notou-se diferença com a entrada do César [Peixoto], gosta de ter bola, com qualidade inerente àquilo que é a ideia de jogo. Tivemos uma entrada boa, conseguimos chegar aos dois golos de vantagem. Temos consciência que foi um jogo aberto, com os guarda-redes a suster oportunidades de golo para uma e outra equipa. Foi um jogo competitivo, com as duas equipas a quererem marcar o ritmo e a quererem criar perigo na baliza contrária. Na nossa opinião, somo os justos vencedores. Ao escolhermos a equipa, tivemos por base a qualidade que sabemos que existe na Formação do Benfica. O conjunto de jogadores que aqui esteve, alavancado pela ajuda dos jogadores mais experientes do plantel da equipa A, que tiveram um papel importante neste sucesso e exibição, deu uma boa resposta. Sabemos de outros jogadores da Formação que poderiam ter estado aqui hoje e dado uma boa resposta. Na palestra antes do jogo disse que nunca se trataria do último jogo do Campeonato ou da Liga, mas sim do primeiro do que poderá ser o futuro. Julgo que abrimos portas para o futuro do Benfica. Dar os parabéns aos mais novos e aos que estão há mais tempo pela resposta dada."

P. Ferreira-Benfica

O QUE FICA PARA O FUTURO

"Em todas as circunstâncias da nossa vida temos de fazer uma reflexão. Aquilo que tenho de registar ou que me tranquiliza é que, naquele momento, com aquela informação, tomei as melhores decisões. Olhando para o final da Liga e, fazendo uma retrospetiva daquilo que foi, aqui ou ali podia ter tomado outra decisão. Naturalmente houve coisas que correram bem, outras não tão bem. Em função do número de jogadores utilizados em cada jornada e das nossas decisões, houve jogadores que tiveram mais volume competitivo, e aí destaco o Gonçalo Ramos, o Paulo Bernardo e o Darwin. O Darwin, naquilo que foi a relação entre número de jogos feitos e golos marcados, conseguiu fazer mais golos. A equipa, durante quatro meses consecutivos, conseguiu fazer golos, só não fizemos em duas jornadas. Demos oportunidade a vários jovens de se estrearem, de se mostrarem aos Sócios, adeptos e futuro treinador. Mostrar o que é a sua qualidade. Se há pessoa que conhece esses jogadores, sou eu, juntamente com os outros treinadores com quem treinei na Formação. Sabemos que a qualidade existe, é questão de oportunidade e de como são construídos os plantéis. Olharia mais para as questões qualitativas do que para as quantitativas, porque aí não conquistámos nada. A análise que deve ser feita é do que fica para o futuro. E ficaram coisas muito interessantes para o futuro do Benfica. Não é uma despedida, é um até já. Agradeço aos jogadores, a toda a equipa, staff e ao Presidente por me ter dado esta oportunidade, a mim e à minha equipa técnica."

P. Ferreira-Benfica

AOS BENFIQUISTAS...

"Neste percurso todo, e falo desde janeiro, sentimos sempre o apoio e calor dos adeptos. Em momentos críticos, eles têm o direito de se manifestar. Nós, tanto como eles, queremos ganhar e estar a ganhar, aos quinze minutos, dois ou três a zero aos adversários. Não foi em muitos momentos possível. Os adeptos têm o direito de se manifestar e nós temos de ter poder de encaixe. Neste percurso, foram mais vezes as que sentimos o calor deles do que o contrário. Não esperava outra coisa senão aquilo que aconteceu aqui em Paços."

Texto: Rafaela Certã Alves
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 13 de maio de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar