Basquetebol

05 julho 2022, 12h51

Henrique Vieira foi treinador do SL Benfica durante cinco temporadas

O falecimento de Henrique Vieira deixou o Sport Lisboa e Benfica e o basquetebol português mais pobres. O antigo treinador e capitão de equipa do Benfica foi um dos melhores jogadores de sempre do Clube e levou as águias ao topo do basquetebol português, também como treinador. Morreu aos 65 anos.

Henrique Vieira foi uma das maiores referências do basquetebol português, colecionando títulos atrás de títulos, nomeadamente ao serviço do Benfica.

Proveniente de Moçambique, cedo se firmou como um dos mais talentosos jogadores portugueses da sua geração, não surpreendendo que o Benfica, em 1981, avançasse para a sua contratação. Aos 24 anos, logo assumiu papel preponderante na equipa, estatuto que manteria até final da carreira, em 1992.

Aquando da chegada de Henrique Vieira ao Benfica, o basquetebol do Clube atravessava um período de menor fulgor. O último título nacional havia sido conquistado seis anos antes, em 1975. E nem a conquista da Taça de Portugal na época anterior, também depois de vários anos [sete] sem conhecer o sucesso na prova, mascarava o incaracterístico contexto benfiquista na modalidade.

Henrique Vieira

A reconstrução de uma equipa ganhadora levou o seu tempo e Henrique Vieira foi peça determinante nesse processo. De 1981/82 para 1984/85, as épocas da estreia e do primeiro título nacional de Henrique Vieira de águia ao peito, só três jogadores permaneceram no plantel (Jorge Barbosa, José Luís e Rui Miranda).

A base da equipa, entretanto fortalecida pelo regresso de Fernando Marques, estava formada. E, em 1984, sob a orientação técnica do Prof. José Curado, com as contratações de Carlos Lisboa, então já considerado o melhor jogador português, de José Carlos Guimarães, relativamente desconhecido em Portugal, mas imensamente admirado no seu país, Angola, e do experiente Hélder Silva, o Benfica, mesmo apesar de não ser apontado como favorito à conquista do título, apresentava-se como um legítimo candidato.

E o Benfica finalmente regressou aos títulos, com Henrique Vieira cativo no cinco inicial e líder de balneário. Este seria o primeiro título do Tricampeonato que as águias já não conseguiam desde a primeira metade dos anos 1960. E seria o passo inicial de uma hegemonia que duraria até meados da década seguinte, com dez títulos ganhos em 11 temporadas.

Henrique Vieira

Henrique Vieira, que penduraria as botas em 1992, fez parte de sete plantéis campeões e foi fundamental em todas as conquistas. Líder nato e extremamente competitivo, com tendência para se exibir ao mais alto nível em jogos decisivos, o número cinco do Benfica foi um exímio passador, notabilizando-se pelas muitas assistências somadas ao longo da carreira, e um lançador competente. E sempre lhe foi reconhecido o elevado QI basquetebolístico, pelo que ninguém estranhou que enveredasse por uma carreira de treinador após deixar de jogar.

Enquanto jogador, Henrique Vieira representou o Benfica ao longo de 11 temporadas, ajudando o Clube a sagrar-se sete vezes Campeão Nacional e a vencer uma Taça de Portugal, uma Taça da Liga e uma Supertaça (fez ainda parte de equipas vencedoras de uma Taça da Liga e duas Supertaças, mas não jogou devido a lesões). A derradeira época de Henrique Vieira foi a do primeiro feito benfiquista a nível internacional, com a presença do Clube na fase de grupos da Taça da Europa, então a segunda na hierarquia das competições europeias. O início do extraordinário Benfica europeu no fim do século ainda contou com o número 5.

A sua última grande exibição perdura na memória de quem acompanhou de perto o basquetebol benfiquista do início dos anos 1990.

Henrique Vieira

O Benfica, Tricampeão Nacional e vencedor de seis dos últimos sete Campeonatos, entrou com o pé esquerdo na final dos play-offs ante a Ovarense, perdendo as duas primeiras partidas na Luz. Com a festa preparada em Ovar para celebrar o regresso dos vareiros ao título, os encarnados fizeram uma exibição avassaladora, vencendo por 59-75. Henrique Vieira fez o seu melhor jogo da época, comandou e foi o pontuador máximo da equipa, com 23 pontos. O triunfo no dia seguinte obrigou à negra na Luz, que, a abarrotar de fervorosos Benfiquistas, foi o palco do Tetracampeonato.

Henrique Vieira é o terceiro basquetebolista com mais jogos pelo Benfica, só superado por Carlos Lisboa e José Alberto. Figura ainda entre os melhores marcadores de sempre, apesar de os seus pontos mais fortes comummente apontados serem a liderança em campo e no balneário, o controlo do jogo e as assistências.

Ao deixar de jogar, Henrique Vieira abraçou a carreira de treinador. À semelhança do que acontecera como jogador, o reencontro do Benfica com os títulos voltou a ter no antigo atleta um dos seus principais obreiros.

Depois de Atlético, Estoril, Oliveirense (onde ajudou a vencer os primeiros troféus do clube e marcou presença em quatro finais dos play-offs) e Ovarense, sagrando-se campeão nacional, regressou ao Benfica com o objetivo de recolocar as águias no topo do basquetebol português.

Henrique Vieira

Em 2006, ano do regresso do antigo capitão, o Benfica estava arredado do título há 11 anos. Na primeira temporada atingiu as meias-finais dos play-offs, sendo eliminado na negra. O conflito entre Benfica e Liga de Clubes resultou na saída benfiquista da Liga, passando a integrar a Proliga, sob a égide da Federação. A subida de divisão foi conseguida conforme esperado e, entretanto, com a Federação a assumir a organização do principal escalão, estavam solucionados os problemas anteriormente existentes.

Nas duas épocas seguintes, o Benfica sagrou-se Campeão Nacional, vencendo as finais dos play-offs à Ovarense e ao FC Porto, por 4-0 e 4-1, respetivamente. Volvidos 14 anos, o Benfica celebrava de novo o título nacional. Na temporada seguinte, os encarnados foram derrotados na negra da final, disputada no campo do adversário.

Durante as cinco temporadas de Henrique Vieira no banco benfiquista, o Clube venceu dois Campeonatos Nacionais, uma Taça Hugo dos Santos, duas Supertaças, dois troféus António Pratas e uma Supertaça Luso-Angolana.

Henrique Vieira é uma das maiores figuras de sempre do basquetebol do Benfica.

Obrigado, Henrique!

Henrique Vieira

PALMARÉS NO SPORT LISBOA E BENFICA

Jogador

  • 11 épocas (1981/82 a 1991/92) 
  • 7 Campeonatos Nacionais (1984/85; 1985/86; 1986/87; 1988/89,1989/90; 1990/91; 1991/92) 

  • 1 Taça de Portugal (1991/92) 

  • 1 Taça da Liga (1990/91) 

  • 1 Supertaça (1985/86)

Nota: Fez parte de plantéis vencedores de uma Taça da Liga (1989/90) e duas Supertaças (1989/90; 1991/92), mas não jogou devido a lesões.

Treinador

  • 5 épocas (2006/07 a 2010/11)

  • 2 Campeonatos Nacionais (2008/09; 2009/10)

  • 1 Taça Hugo dos Santos (2010/11)

  • 2 Supertaças (2009/10; 2010/11)

  • 2 Troféu António Pratas (2007/08; 2008/09)

  • 1 Supertaça Luso-Angolana (2009/10)

Texto: João Tomaz
Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 8 de julho de 2022

Patrocinadores Basquetebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar