Futebol

13 setembro 2022, 15h07

Neres

Bonucci

O Benfica desloca-se a Turim para disputar a 2.ª jornada do grupo H da Liga dos Campeões. O jogo com a Juventus está agendado para as 20h00 desta quarta-feira, 14 de setembro, no Estádio Juventus.

Na ronda inaugural, os dois emblemas tiveram resultados distintos. As águias entraram a vencer (2-0) diante do Maccabi Haifa, os transalpinos perderam na capital francesa – 2-1 – com o Paris Saint-Germain. Para além dos números do resultado, o Wyscout mostra-nos outras estatísticas desses jogos, grande parte delas em que o conjunto português se superioriza ao italiano: posse de bola (53% contra 47%), remates (14 contra 12), drible e um contra um (28 contra 11), toques na área (17 contra 15), interceções (41 contra 29), duelos aéreos (27 contra 8) e passes (499 contra 468).

Benfica-Maccabi Haifa

Frente a frente, no norte de Itália, vão estar duas equipas históricas do futebol europeu, com múltiplos títulos nacionais e internacionais no palmarés. Os bianconeri apresentam 11 títulos internacionais (2 Taças Intercontinentais, 2 Supertaças Europeias, 1 Taça das Taças, 2 TCCE/Liga dos Campeões, 3 Taças UEFA/Ligas Europa e 1 Taça Intertoto) e 60 títulos nacionais (36 Campeonatos, 14 Taças de Itália, 9 Supertaças e 1 Campeonato da II Divisão).

Histórico
Data Jogo Competição
01/05/2014  Juventus-Benfica
0-0
Liga Europa
2013/14
Meias-finais
24/04/2014  Benfica-Juventus
2-1
Liga Europa
2013/14
Meias-finais
17/03/1993  Juventus-Benfica
3-0
Taça UEFA
1992/1993
Quartos 
04/03/1993  Benfica-Juventus
2-1
Taça UEFA
1992/93
Quartos 
15/05/1968  Juventus-Benfica
0-1
Taça dos
Campeões
Europeus
1967/68
Meias-finais 
09/05/1968  Benfica-Juventus
2-0
Taça dos
Campeões
Europeus
1967/68
Meias-finais 

Benfica e Juventus contam com seis confrontos entre si, com vantagem para as águias: quatro triunfos, um empate e uma derrota. A história começou a ser escrita em 1968, nas meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus, altura em que os encarnados eliminaram a Vecchia Signora após 2-0 em Lisboa e 0-1 em Turim, marcando encontro com o Manchester United na final. Vinte e cinco anos depois, em 1993, novo embate, desta feita na Taça UEFA, com a Juventus a perder na Luz (2-1) e a vencer em casa (3-0). O último frente a frente, em 2014, colocou o Benfica na final da Liga Europa. As águias ganharam no Estádio da Luz (2-1) e empataram (0-0) em Turim.

Raio-X do Juventus-Benfica

Se os comandados por Roger Schmidt levam 11 jogos oficiais e 11 vitórias – a última das quais com o Famalicão, por 0-1 –, a Juventus teve um início de temporada algo irregular, contando com dois triunfos em sete jogos realizados. Na última partida da Serie A empatou em casa com a Salernitana (2-2) e ocupa, atualmente, a 8.ª posição da tabela classificativa. O treinador Massimiliano Allegri entrou de início com um onze em 4x3x3: Perin, Cuadrado, Bremer, Bonucci, De Sciglio, Leandro Paredes, McKennie, Miretti, Filip Kostic, Moise Kean e Vlahovic.

Com um plantel avaliado, segundo o Transfermarkt, em 493,40 milhões de euros, a Juventus tem em Vlahovic (85 M€), Chiesa (65 M€), Pogba (48 M€), Locatelli (35 M€) e Bremer (35 M€) o top 5 de futebolistas mais valiosos, sendo que três deles – Chiesa, Pogba e Locatelli – têm estado ausentes por lesão.

Há poucos dias, o boletim clínico da Juve tinha mais nomes. "Recuperámos Di María, mas não sei se o colocarei em campo de início", afirmou o treinador bianconero, Massimiliano Allegri, na antevisão do duelo com o Benfica. "O Szczesny poderá estar disponível, mas só saberei mais tarde, e o Alex Sandro teve um problema num adutor no jogo com a Salernitana. Vamos avaliar se estará disponível para Monza [no próximo domingo]. Rabiot e Locatelli também estão fora [do jogo com o Benfica]", referiu o técnico.

Raio-X do Juventus-Benfica

ENTRADAS E SAÍDAS

O defeso foi animado para os lados de Turim, com 11 entradas e 20 saídas. Assinaram contrato com a Juventus em 2022/23: Andrea Cambiasso (Génova – entretanto emprestado ao Bolonha), Chiesa (Fiorentina), Filip Kostic (Eintracht Frankfurt), Di María (PSG), Pogba (Manchester United), Bremer (Torino), Federico Gatti (Frosione), Locatelli (Sassuolo), Nicolò Fagioli (Cremonese), Milik (Marselha) e Leandro Paredes (PSG).

Em sentido inverso, saíram da Juventus: Rovella, Dybala, Demiral, Pietro Beruatto, Capellini, Mandragora, Filippo Delli Carri, Franco Israel, Morata, Luca Clemenza, De Ligt, Giacchino, Aaron Ramsey, Kastanos, Luca Coccolo, Idrissa Touré, Luca Pellegrini, Marco Olivieri, Zakaria e Arthur.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Arquivo / SL Benfica e Facebook / Juventus
Última atualização: 13 de setembro de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar