Futebol

28 julho 2021, 14h19

Escalão Sub-15

Escalão Sub-14

Escalão Sub-13

REPORTAGEM BTV

Na Formação, durante a época 2020/21, o SL Benfica desenvolveu estágios em Lagoa e Vouzela – no Norte e no Sul de Portugal –, de forma a levar o futebol aos atletas Sub-13, Sub-14 e Sub-15 que não residem em Lisboa.

"Há que realçar a capacidade de adaptação e inovação por parte do Benfica que, de uma forma muito célere, conseguiu projetar um enquadramento para os nossos jogadores que desenvolvem atividade em Lisboa e, em simultâneo, a criação de dois estágios descentralizados, um a sul e um a norte do país", elogia Rodrigo Magalhães, coordenador do Departamento de Iniciação do Clube, em declarações prestadas à BTV.

Tiago Pina, treinador dos Sub-15 do Benfica, explica que as épocas destes escalões basearam-se na articulação entre "o treino em casa durante a semana" e os "treinos presenciais ao fim de semana" nestes estágios.

Sub-13

"Neste final de época, quando tivemos a possibilidade de ter jogos, criámos um calendário de jogos particulares com equipas de idade superior (por vezes três ou quatro anos mais velhas) e acabámos por ter um estímulo competitivo relevante nesses momentos, que acaba por colmatar, não a 100 por cento, a falta de competição", acrescenta o treinador.

Para além do futebol, estes estágios tiveram também outras atividades como stand up paddle, orientação noturna, ida à piscina, aulas de hidroginástica, dança, futsal ou futebol de praia, que, na ótica de Tiago Pina, contribuem para a criação de um "espírito de grupo mais desenvolvido e potenciado" e, na opinião de Rodrigo Magalhães, proporcionam "o desenvolvimento da vertente pessoal, social e humana" dos jovens.

Sub-14

Deste modo, "o balanço é muito positivo", tal como explana o secretário técnico do Departamento de Iniciação das águias, Nuno Silva: "O Clube soube, desde cedo, responder àquilo que são os desafios desta pandemia. Tivemos a dificuldade de ter de concentrar todos os fins de semana os rapazes e, nesse período, logisticamente, tivemos a capacidade de responder sempre da melhor forma. Terminámos o ano com um megaestágio onde pudemos proporcionar diferentes atividades e acabar num contexto mais lúdico e recreativo, sem esquecer aquilo que é o grande objetivo, que é a formação dos rapazes."

Tiago Pina concorda com esta ideia e enaltece que "todos os elementos da equipa, jogadores, staff e direção, conseguiram ter uma adaptação muito rápida à realidade".

Rodrigo Magalhães também corrobora o sucesso desta iniciativa e concluiu que os atletas encarnados, "em comparação com o padrão normal a nível nacional, acabaram por se desenvolver de uma forma diferenciada".

Sub-15

Vouzela, uma das autarquias com quem o Clube colaborou para a realização destes estágios, "é um concelho do interior que se orgulha de receber sempre bem, mas, também nesta área do desporto, estar nos melhores patamares e trabalhar com as instituições mais prestigiadas de Portugal, como é o Benfica", explica Rui Ladeira, presidente da Câmara Municipal de Vouzela.

Luís Encarnação, presidente da Câmara Municipal de Lagoa, clarifica que "o apoio que Lagoa dá para este estágio é precisamente fornecer os seus equipamentos desportivos, todos estão à disposição para este projeto", que acolhe "com muito carinho e que é extremamente importante para aquilo que é a estratégia de desenvolvimento desportivo" do concelho.

Texto: Simão Vitorino
Fotos: SL Benfica
Última atualização: 28 de julho de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar